Marconi Perillo e FHC falam de sucessão presidencial. O decano diz que o PSDB terá candidato a presidente

Na sexta-feira, 25, Marconi Perillo foi o primeiro a chegar ao Palácio Alvorada para o almoço dos tucanos com o presidente Michel Temer.

Assim, o tucano e o peemedebista conversaram, a sós, durante 15 minutos. Em seguida, chegou a cúpula tucana.

Fernando Henrique Cardoso e Marconi Perillo sentaram-se juntos e conversaram e riram muito. O humor do ex-presidente e do governador estava afiado. Falaram sobre vários assuntos, como a sucessão presidencial. Aliás, FHC disse, na semana passada, que o PSDB terá candidato a presidente em 2018. E tem citado o nome de Marconi Perillo, de Geraldo Alckmin e José Serra, sem descartar Aécio Neves.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Welbi Maia

O PSDB foi o maior vitorioso dessas eleições. O apoio do governador Geraldo Alckmin foi fundamental para eleger prefeitos no primeiro e segundo turno em São Paulo e até em outros Estados. Com isso, se tornou a liderança mais forte e influente do partido. E essa força deve ter muito peso na troca do comando do partido no ano que vem e na definição do candidato à presidência em 2018