Marconi Perillo dialoga com João Doria em Campos do Jordão. País observa governo do tucano de Goiás

País quer saber como o Estado, mesmo na crise, está pagando servidores e fornecedores, investe em obras e apoia financeiramente seus municípios

O governador de Goiás, Marconi Perillo, passou o sábado, 24, em Campos de Jordão. Ele foi convidado especial do prefeito de São Paulo, João Doria Jr. Ambos são do PSDB e têm pretensões presidenciais.

Embora de olho na política regional — atento à máxima atribuída a Antonio Carlos Magalhães de que só é forte na corte quem é forte na província —, Marconi Perillo mantém-se atento à política nacional. Tucanos de proa apontam-no, ao lado de João Doria, como possível candidato a presidente da República. Por dois motivos.

Primeiro, tem experiência administrativa — está no seu quarto mandato de governador (ao contrário de João Dória, que está no seu primeiro mandato).

Segundo, porque, enquanto a maioria dos Estados está em crise, Goiás é um exemplo para o país. Sua economia cresce mais do que a do país, o governo está pagando em dia o funcionalismo público e fornecedores e, ao mesmo tempo, está fazendo obras e liberando recursos financeiros para os municípios.

A cúpula do PSDB e o próprio Brasil começam a olhar para Goiás com olhos de lince.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Maurício Oliviere Reis

Eu não gosto do Marconi…mas toda vez que saio de viagem da minha cidade Goiânia, trafego por viadutos e rodovias seguras construídas pelo governo dele. Eu não gosto do Marconi, mas todas as vezes que preciso de atendimento médico, sou atendido rapidamente e com muita eficiência nas unidades de Saúde do Estado, como Hugo, Hugol, HGG, dentre outros. Eu não gosto do Marconi, mas vou a shows e apresentações culturais no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Eu não gosto do Marconi, mas em todos os jogos do meu time e vou ao excelente estádio Olímpico. Eu não gosto do Marconi, mas… Leia mais