Marconi demonstrou lucidez e ponderação em entrevista à “Veja”

Tucano defendeu autocrítica do partido, mas deixou claro que discorda de posições adotadas pela cúpula

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), demonstrou lucidez na entrevista à revista “Veja”, publicada na última sexta-feira (11/8): criticou seu partido, o PSDB, com o distanciamento dos grandes líderes, como Fernando Henrique Cardoso, explicou as razões pelas quais defende o apoio ao governo Michel Temer (PMDB) e conjecturou sobre seu futuro político.

Além disso, assumiu que está disposto a disputar a Presidência da República caso seu nome seja consenso no PSDB. Com 30 anos de vida pública, o tucano também é cotado para assumir o comando do partido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.