Márcio Luis quer constituir frentão e deve se filiar ao PTB pra disputar Prefeitura de Porangatu

Os três postulantes que estão mais fortes no jogo são o prefeito Pedro Fernandes, o advogado Márcio Luis e o empresário Eronildo Valadares

Márcio Luis da Silva tem o apoio do vice-governador Lincoln Tejota para disputar a prefeitura de Porangatu em 2020 | Foto: Divulgação

Os grupos políticos de Porangatu começam a afunilar as (pré-)candidaturas e acredita-se que, ao final do processo, restarão tão-somente três nomes consistentes: a do prefeito Pedro Fernandes (a caminho do PP), a do ex-prefeito e empresário Eronildo Valadares (DEM) e a do advogado e empresário Márcio Luis da Silva.

Eronildo Valadares e Pedro Fernandes: tira-teima eleitroral | Divulgação

Márcio Luis é o único que ainda não definiu o partido. Mas admite que está caminhando para se filiar ao PTB. Assim que o vice-governador Lincoln Tejota se filiar e assumir a presidência do partido, o advogado o seguirá. São aliados políticos. Márcio Luis frisa que está trabalhando para constituir uma grande frente política. “Meu objetivo é unir Porangatu para garantir o desenvolvimento global da cidade”, frisa.

Além de outros postulantes, com o Capitão Pires (PSL), o Sargento Claude (MDB) e José Uilton (PT), mais um político se apresenta como pré-candidato. Trata-se do cartorário José de Paiva, figura tradicional da cidade. Ele tem mais de 80 anos e há quem postule que talvez não dispute o pleito.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.