O único candidato do Solidariedade a deputado federal nas eleições deste ano, Lucas Vergílio promete defender na Câmara dos Deputados três importantes demandas da classe médica: a iniciativa popular “Saúde mais Dez”, a criação da carreira de Estado para médicos e a obrigatoriedade do revalida para profissionais da saúde formados no exterior em atuação no País.

O jovem candidato, filho do candidato a vice-governador na chapa de Iris Rezende (PMDB), Armando Vergílio, promete lutar pela aprovação do Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PPL) 231 que assegura o repasse efetivo e integral de 10% das receitas correntes brutas da União para a saúde pública. Segundo ele, esta seria uma saída prática para diminuir os gargalos que afligem os usuários da rede pública de saúde.

Lucas Vergílio tem assumido o compromisso de lutar pela aprovação da PEC 454/2009 que estabelece diretrizes para a organização da carreira de médico de Estado. Atualmente, o projeto se encontra parado no Congresso Nacional por falta de apoio. Outro projeto que será alvo do candidato é a obrigatoriedade do exame Revalida para todos os médicos formados no exterior em atuação no Brasil. “Vou continuar na luta em apoio ao Revalida para todos os médicos, independentemente de sua origem de formação, pois o que está em jogo é a qualidade do serviço prestado.”