Os dados a seguir não são pesquisa e, portanto, não têm valor científico. Esclareça-se, ainda, que um quadro deste tipo não é fixo e sempre ocorrem surpresas. O Jornal Opção pediu a políticos, de vários partidos, que refinassem suas listas de favoritos para deputado federal em Goiás. Conferidas as listas, apurou-se quem recebeu mais “votos” — os entrevistados basearam suas informações em estrutura de campanha, bases eleitorais e, em alguns casos, tradição política. O resultado é uma lista de 17 nomes que são considerados como favoritos para frequentar a Câmara dos Deputados em Brasília de 2015 a 2018. Eis a lista, em ordem alfabética:

1 — Alexandre Baldy (PSDB)

2 — Antônio Faleiros (PSDB)

3 — Celio Silveira (PSDB)

4 — Daniel Vilela (PMDB)

5 — Flávia Morais (PDT)

6 — Giuseppe Vecci (PSDB)

7 — Iris Araújo (PMDB)

8 — João Campos (PSDB)

9 — José Mário Schreiner (PSD)

10 — Jovair Arantes (PTB)

11 — Lucas Vergílio (SD)

12 — Magda Mofatto (PR)

13 — Marcos Abrão (PPS)

14 — Pedro Chaves (PMDB)

15 — Rubens Otoni (PT)

16 — Sandes Júnior (PP)

17 — Thiago Peixoto (PSD)

Apesar de a lista ter sido refinada para 17 nomes, porque Goiás tem apenas 17 vagas na Câmara dos Deputados, outros nomes foram apontados como candidatos fortíssimos. Não será surpresa se um deles desbancar alguém da lista acima. Eis o que se pode chamar de uma lista alternativa:

Delegado Waldir Soares (PSDB)

Edward Madureira (PT)

Eurípedes Júnior (PROS)

Fábio Sousa (PSDB)

Gilvan Máximo (PRB)

Heuler Cruvinel (PSD)

Mauro Rubem (PT)

Olavo Noleto (PT)

Paulo do Valle (PMDB)

Roberto Balestra (PP)

Valdivino Oliveira (PSDB)