Lista especulativa sobres os novos secretários do governador Marconi Perillo

A equipe do governador Marconi Perillo é uma caixa de surpresas. Por isso é preciso apresentar nomes, mesmo numa especulação, com o máximo de cuidado. Porque, fora José Eliton (Desenvolvimento), Ana Carla Abrão Costa (Fazenda) e Lêda Borges (Cidadania), ninguém está definido. A seguir uma listagem básica e especulativa: Comunicação — Carlos Maranhão, Luiz Siqueira, Danin Júnior e João Bosco Bittencourt; Educação — uma educadora de São Paulo (se fosse possível, Marconi indicaria o economista Gustavo Ioschpe), Raquel Teixeira ou Vilmar Rocha; Saneago — José Taveira; Celg — Julinho Vaz (e Orion Andrade numa diretoria); Casa Civil — Henrique Tibúrcio; Cidades — Vilmar Rocha, Sandes Júnior, José Paulo Loureiro ou Roberto (ou João) Balestra.

Cultura — Aguinaldo Coelho Caiado; Segurança Pública — Joaquim Mesquita (teria desistido de fazer um curso no exterior e, por isso, deve ser efetivado. Já estaria organizando sua agenda para janeiro, segundo um deputado federal), João Campos ou José Paulo Loureiro; Governo — Eduardo Machado, Vilmar Rocha e Fábio Sousa (sondado, teria dito que prefere ficar em Brasília); Saúde — Leonardo Vilela ou Halim Girade; VLT — Carlos Maranhão; Meio Ambiente — Jaqueline Vieira; Detran — José Paulo Loureiro ou João Furtado; Escritório de Representação de Goiás em Brasília — Simão Cirineu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.