Lêda Borges e Gustavo Sebba devem fazer oposição a Ronaldo Caiado

A maioria dos deputados eleitos que participaram da coligação de José Eliton já migrou para o barco do democrata

Foto: reprodução

O deputado estadual Chi­quinho Oliveira não foi reeleito, ficou como suplente. Agora, com a possibilidade de assumir o mandato, conta que desmarconizou e, de repente, caiadizou. Tudo em questão de nanosegundos. Começa a achar que O PSDB, seu quase ex-partido, é o Inferno e o DEM, quase seu novo partido, é o Céu.

Mas Chiquinho Oliveira não é o único político que tem cheiro de governo. A maioria dos parlamentares eleitos pelas coligações que apoiaram José Eliton para governador já negociou ou está negociando apoio ao governo de Ronaldo Caiado. O líder do Democratas nem chegou a oferecer cargos, mas os deputados eleitos sentiram o cheiro do poder e estão apaixonados pelo governo que nem começou. Consta que até Diego Sorgatto estaria disposto a se aproximar do MDB para disputar a Prefeitura de Luziânia.

Lêda Borges, deputada de Valparaíso, e Gustavo Sebba, deputado de Catalão, ambos do PSDB, vão fazer oposição ao governo de Ronaldo Caiado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.