Karlos Cabral, que até julho era oposição ferrenha, é escolhido vice do candidato do prefeito

Aliança entre os então adversários chama atenção na cidade. Em postagens recentes, o ex-petista tecia críticas pesadas à atual administração 

Karlos Cabral, Lissauer Vieira, a esposa, e o prefeito Juraci Martins: palanque inusitado | Foto: reprodução/ Facebook

Karlos Cabral, Lissauer Vieira, a esposa, e o prefeito Juraci Martins: palanque inusitado | Foto: reprodução/ Facebook

A escolha do ex-deputado estadual Karlos Cabral (PDT) para a vice na chapa do agora candidato a prefeito de Rio Verde Lissauer Vieira (PSB) chama atenção na cidade localizada a 230 km de Goiânia.

Adversário histórico e crítico ferrenho da atual administração, o ex-petista perdeu duas eleições para o prefeito — em 2008 e 2012. Em ambas oportunidades, atacou por diversas vezes não só a gestão, mas o que ele considerava como a política atrasada de Rio Verde.

Inclusive, até poucos dias atrás, Karlos Cabral postou em seu perfil no Facebook uma “alfinetada” ao próprio Lissauer Vieira — que é afilhado político de Juraci e, claro, seu candidato para a eleição deste ano. Compartilhou um texto intitulado “O próximo prefeito tem que fugir dos bajuladores”, no qual o articulista diz que a tradição de “bajuladores” é histórica em Rio Verde e é preciso mudar isso.

Não obstante, um rápido passeio pelo Facebook de Karlos Soares é possível encontrar inúmeras postagens com ataques à atual administração. O mesmo acontece no Twitter, onde ele sempre alertou a população para o erro que foi reeleger Juraci Martins em 2012.

Abaixo é possível ver alguns prints feitos pelo Jornal Opção de postagens entre 2014 e 2016 em que o candidato a vice na chapa de Lissauer Vieira critica o padrinho político de seu cabeça de chapa. 

KARLOS3 KARLOS2 KARLOS1
KARLOS9

KARLOS8

KARLOS7

karlos5

karlos cabral 6

karlos-cabral-2016

KARLOS-TWITTER-1

Explicação

Karlos Cabral chegou a ser pré-candidato a prefeito de Rio Verde neste ano, mas, sem conseguir se viabilizar, aceitou a vice do PSB. Durante a convenção, em vídeo postado pela campanha de Lissauer Vieira, ele afirma que chegou à conclusão de que não valeria a pena insistir no “sonho”.

“Quando observamos que se insistirmos nesse sonho, que é bonito e tem projeto, podemos talvez entregar a prefeitura de Rio Verde na mão de alguém que vai fazer dela o que ninguém quer que seja feito”, explicou ele.

Jornal Opção entrou em contato com Karlos Cabral, mas este disse estar em reunião por duas vezes. Na terceira, não atendeu à ligação.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.