O empresário Hugo Goldfeld disputa a presidência da Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura, em 20 de outubro.

Goldfeld afirma que a próxima diretoria da SGPA “precisa necessariamente gerar receita e se firmar como referência na agricultura e no agronegócio”

O dono da Govesa e outros negócios diz que o presidente da SGPA deve se “aproximar do pecuarista, mas principalmente do agricultor. Hoje a entidade pode ser chamada de apenas SGP, pois a agricultura está um pouco esquecida”.

Goldfeld frisa que a área do Parque de Exposição Agropecuário precisa ser mais bem aproveitada. “O espaço da SGPA recebe apenas duas feiras por ano. Um dos objetivos da nossa chapa é movimentar o local — possibilitando a geração de renda.”

Sugerindo que “a renovação é a chave da democracia”, Goldfeld pretende mesclar na diretoria jovens e a velha guarda. “Sou contra a reeleição e, por isso, vamos ajudar, com a nossa experiência, os mais jovens a assumirem a diretoria da SGPA.”