Governador eleito do Distrito Federal vai demitir 16.568 comissionados

O GDF tem mais comissionados do que o governo dos Estados Unidos, diz Gil Castello Branco, da Associação Contas abertas

Ibaneis Rocha, governador eleito de Brasília | Foto: portal Metrópoles

O portal do jornal “Metrópoles” informa que o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), vai demitir os 16.568 comissionados nomeados pelo governador Rodrigo Rollemberg.

Segundo o portal, “a gestão de Rollemberg gastou, apenas em 2017, quase meio bilhão de reais com gratificações. Desse valor, R$ 234 milhões foram destinados aos contracheques de colaboradores em concurso público, os chamados ‘cargos de confiança’. Com servidores concursados em funções comissionadas, um pouco mais: R$ 235 milhões”.

O cientista político Aurélio Maduro, mestre em governança pela George Washington University, disse ao “Metrópoles” que o presidente dos Estados Unidos, no caso Donald Trump, “pode indicar cerca de 2 mil aliados em todas as estruturas do governo. Sem dúvida, existe uma desproporcionalidade nesses números em relação aos nossos”. Ao assumir a Presidência, Jair Bolsonaro poderá nomear 23.112 pessoas. “É uma mera comparação, mas quantitativamente é um número muito discrepante, tendo em vista o tamanho do GDF e o do governo federal”, disse o secretário-geral da Associação Contas Abertas, Gil Castello Branco.

Ibaneis Rocha disse ao portal que “quer 70% dos postos ocupados por funcionários efetivos até o fim do mandato”. Ele disse que nomeará concursados e fará concursos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.