Giovani Cortopassi diz que o prefeito de Catalão, Adib Elias, tem desgaste e não é imbatível

O pré-candidato do PDT apresenta suas ideias e admite que “excesso” de candidatos pode ajudar o postulante do Podemos

O pré-candidato do PDT a prefeito de Catalão, Giovani Cortopassi, reclamou que reportagens por vezes o excluem da disputa. Em seguida, concedeu entrevista ao Jornal Opção, por escrito, via WhatsApp. A pedido do jornal, o postulante disse que sua pré-candidatura está e será mantida e postula que o prefeito Adib Elias, embora esteja “fazendo uma boa gestão”, não é imbatível.

O sr. avalia que o prefeito de Catalão, Adib Elias (Podemos), não é imbatível? Por quais motivos?

Acho que em uma cidade de 110 mil habitantes ninguém é imbatível, pois nenhum candidato é unanimidade diante da população. Após quatro mandatos existe o desgaste natural, apesar de estar fazendo uma boa gestão.

Geiovani Cortopassi: pré-candidato do PDT a prefeito de Catalão | Foto: Reprodução

Uma grande quantidade de candidatos — como o sr., Elder Galdino (MDB), Luciano Tampa (PL),  Gustavo Sebba (PSDB) — não acabará por ajudar Adib Elias?

Sim, concordo plenamente. Mas cada um tem os seus interesses pessoais e particulares para esta eleição — como também para a próxima. Projeto de governo para servir e trabalhar só o Giovani.

Como avalia a gestão de Adib Elias em três áreas: saúde, educação e infraestrutura?

Saúde: falta ampliação de UBS (postos de saúde), pois a cidade cresceu. No momento, temos 13, mas necessitamos de muito mais. Transformar a Santa Casa em um hospital regional. Todo investimento deve ser direcionado a saúde.

Educação: ampliação do número de creches, reformas de escolas, melhoria nas instalações de todas as unidades educacionais que não foram realizadas

Infraestrutura: fez ótimos projetos, estamos muito bem servidos, faltando somente saneamento básico

Qual é sua aliança política?

Estamos caminhando somente com o PDT. Até as convenções decidiremos as alianças.

Quais são suas principais ideias para melhorar Catalão?

Ampliação do número de postos de saúde, com funcionamento até meia-noite; levar toda infraestrutura básica para os bairros, tais como praças, posto de saúde, campo de futebol e escola para os que não existem; geração de emprego e renda — buscando pequenas, médias e grandes empresas para instalação em nosso distrito municipal; construir moradias populares em regime de mutirão, mil casas em quatro anos, 250 casas por ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.