Fernando Krebs recua e decide enfrentar Benedito Torres pela Procuradoria-Geral de Justiça

Há a possibilidade de seis promotores disputarem o comando do Ministério Público em Goiás. Torres não será mais candidato único

Promotor Fernando Krebs e o procurador-geral de justiça, Benedito Torres, devem ir para o segundo embate em 8 de fevereiro de 2019 | Foto: MPGO / Jornal Opção

Depois de hesitar e até sugerir, em conversas com colegas, que poderia apoiar a reeleição do procurador Benedito Torres para procurador-geral do Ministério Público de Goiás, o promotor de justiça Fernando Krebs recuou e decidiu ser candidato. Doutorando pela Universidade de Salamanca, Krebs será candidato ao cargo de procurador-geral.

O Ministério Público elabora uma lista tríplice e envia ao governador — como a eleição será em 8 de fevereiro de 2019, o governador será Ronaldo Caiado, do DEM. O líder do DEM vai escolher o próximo procurador-geral de justiça. Se seguir a tradição, a tendência é que Ronaldo Caiado escolha o mais votado. Mas não há nenhuma obrigatoriedade.

Inicialmente, havia uma aposta de que Benedito Torres seria candidato único. Agora, há possibilidade de o grupo de Fernando Krebs lançar três candidatos e o grupo de Benedito Torres bancar três postulantes.

Na eleição passada, Benedito Torres derrotou Fernando Krebs por um placar elástico.

No campo estritamente político, o deputado federal eleito José Nelto é um dos principais aliados de Fernando Krebs.

Confira o vídeo pelo qual Fernando Krebs lança sua candidatura

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.