Deputados estaduais estão rebelados contra a secretária da Educação, Raquel Teixeira

Os parlamentares cobram a volta de algumas subsecretarias. Quatro delas foram autorizadas pelo governador Marconi Perillo

Cerca de quinze deputados estaduais estão rebelados com a secretária da Educação, Raquel Teixeira. O motivo são os cortes de 25 subsecretarias. “O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), mandou retomar quatro subsecretarias, mas sua auxiliar se recusa a cumprir o ofício”, afirma um parlamentar. Um grupo de deputados, líderes de vários deputados rebelados, foi ao Palácio das Esmeraldas conversar com o governador.

Jean Carlo (PHS), Talles Barreto (PSDB), Iso Moreira (PSDB), José Vitti (PSDB), Chiquinho Oliveira (PSDB) e Marquinhos do Privê (PSDB): seis deputados que pedem providências contra ação de Raquel Teixeira

Não procede que os deputados pediram a cabeça da secretária, ao menos não diretamente. Mas cobram que ela cumpra a determinação do governador. Há até ofício assinado pelo tucano-chefe, quer dizer, a determinação é oficial. “Mas não está sendo cumprida”, afirma um tucano. Pelas regras, secretário tem de cumprir a ordem do chefe do Executivo. “Se não quer cumprir, precisa pedir o boné e abrir espaço para outro, que não seja insubordinado”, afirma um tucano. Há quem faça a sugestão de que se nomeie Marcos Tucano ou Vilmar Rocha para o cargo.

Os deputados integram a base do governador Marconi Perillo. A maioria dos reclamantes pertence ao PSDB — como indica a fotografia acima. Frise-se que um deles, José Vitti (PSDB), é o próximo presidente da Assembleia Legislativa de Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.