Deputado Rafael Gouveia diz que Progressistas cresceu sob o comando de Baldy

O parlamentar afirma que o PP conquistou 30 prefeitos e vai lançar mais de 100 candidatos a prefeito em Goiás

Cristão-novo no Progressistas — filiou-se há pouco mais de um ano —, o deputado estadual Rafael Gouveia defende o presidente do partido em Goiás, Alexandre Baldy.

Rafael Gouveia: deputado respeitável, mas inexperiente | Foto: Divulgação

Segundo Rafael Gouveia, o PP “tem crescido como nunca”. O partido filiou, sustenta o parlamentar, “nos últimos meses, mais de 30 prefeitos”. Embora sem apresentar pesquisas de intenção de voto, o deputado postula que eles têm “chances reais” de serem reeleitos.

O Progressistas, assegura Rafael Gouveia, lançará mais de 100 candidatos a prefeito em todo o Estado (que tem 246 municípios, quer dizer, o partido não vai lançar candidato em mais da metade das cidades).

Issy Quinan, prefeito de Vianópolis: crítico da gestão de Baldy no PP| Foto: Alexandre Parrode

Aa filiações e o número de candidatos, pontua Rafael Gouveia, significam que Baldy — que mora em São Paulo — tem comprometimento com o partido e seus filiados. “Embora seja secretário de Transportes Metropolitanos em São Paulo, o presidente vem a Goiás pelo menos uma vez por semana e, claro, atende correligionários o tempo todo por telefone, prestando a assistência necessária”. Um ex-deputado ironiza: “Baldy está inventando a política a distância”. De fato, se visita Goiás — um Estado gigante (maior do que Cuba, Israel e Portugal juntos) — uma vez por semana isto significa quatro vezes por mês e 48 vezes por ano. É muito pouco para quem quer disputar mandato de senador e, até, de vice-governador.

Alexandre Baldy: “correndo” dos goianos? Ele mora em São Paulo | Foto: Reprodução

Rafael Gouveia sublinha que “o Progressistas está unido e alinhado para as próximas eleições em Goiás e em todos os municípios goianos, onde será protagonista”. Vale lembrar que o senador Vanderlan Cardoso — e um senador tem muito peso político — acaba de deixar o PP e vários membros do partido, como o prefeito Issy Quinan (de Vianópolis), estão insatisfeitos com o “comando” de Baldy. “Baldy pediu uma nomeação no governo de Ronaldo Caiado. Para quem mesmo? Para seu irmão, Adriano Baldy”, frisa um ex-deputado.

“Como presidente do Progressistas Metropolitano e deputado estadual, afirmo que todas as decisões do partido são tomadas de forma coletiva, pensando no grupo e no melhor para a sigla”, afirma Rafael Gouveia. O deputado — um político respeitável mas carente de experiência (não percebeu a saída do senador e evangélico Vanderlan Cardoso?) — precisa consultar um oftalmologista. Urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.