Delegado Waldir também queria “um minuto de palavra”

Delegado Waldir quer tratamento igualitário para pré-candidatos | Foto: Reprodução/Vídeo/Facebook

Delegado Waldir quer tratamento igualitário para pré-candidatos | Foto: Reprodução/Vídeo/Facebook

Quem esteve na cerimônia de inauguração do Hugol na manhã de segunda-feira, 6, percebeu que o deputado federal tucano Delegado Waldir Soares e o presidente do diretório metropolitano do PSDB, Rafael Lousa, conversaram ao pé do ouvido durante a maior parte do discurso do secretário de Saúde do Estado, Leonardo Vilela.

Quem puxou assunto? O Delegado Waldir, que questionou Lousa os motivos de o cerimonial do evento não ter concedido “um minuto de palavra” a ele. “Se for para dar tratamento igual aos pré-candidatos à Prefeitura de Goiânia, como tem dito o governador [Marconi Perillo, PSDB], eu também tenho direito”, disse o parlamentar.

As palavras do delegado miram diretamente Jayme Rincón, presidente da Agetop, um dos mais cotados para disputar o Paço Municipal pelo ninho tucano em 2016, especialmente pelo estilo “gestor” ao qual é atribuído.

E a avaliação de Lousa? “Como representante da Região Noroeste da capital ele sabe mais dos anseios da população. O delegado teve participação direta na construção do [Hugol]. O deputado tem pedido direitos iguais. Mas não se pode misturar atos políticos com administração.”

O deputado federal tem se colocado como pré-candidato ao Paço Municipal com o argumento de que os mais de 176 mil votos que conquistou na capital o legitima para a disputa.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CARLOS SOARES

mais com razão o delegado waldir tem seu direito da palavra

CARLOS SOARES

esse vai ser meu candidato a prefeito