Delegado Waldir diz que Goiás terá espaço no governo de Bolsonaro mas não um ministério

O deputado federal sustenta que Alexandre Baldy não será ministro e que Wilder Morais pode ir para o governo, mas não para o ministério

Delegado Waldir Soares, deputado federal do PSL | Foto: Renan Accioly/ Jornal Opção

Goiás vai indicar ministro para o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, do PSL? O deputado federal Delegado Waldir Soares, do PSL e o político de Goiás mais ligado ao futuro gestor nacional, afirma que torce para que o Estado tenha um ministro no governo federal. “Mas acho muito difícil, com o ministério quase todo definido, alguém de Goiás conquistar uma vaga. Acredito que não há mais ministério para o senador Wilder Morais (DEM), mas ele, de fato, está buscando espaço no governo federal. O governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado, do DEM, bancou, junto com seu partido, dois ministros — o da Saúde e a da Agricultura. Só restam dois ou três ministérios e um deles será ocupado por alguém da bancada evangélica. Quanto a Alexandre Baldy, ministro do governo de Michel Temer, é praticamente certo que não terá espaço no primeiro escalão da nova gestão”.

Delegado Waldir diz que, ainda que sem ocupar ministérios, Goiás terá pessoas em posições chaves do governo — às vezes mais importantes do que determinados ministérios.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.