Foto: Reprodução Facebook

O deputado federal Waldir Delegado Soares, do PR, vai esperar um pouco mais definir seu apoio em Goiás. Ele quer saber o que vai sobrar depois da Operação Lava Jato. Mas admite que tem simpatia pela candidatura do senador Ronaldo Caiado, que teria uma “história limpa” e tem “experiência” política. O presidente do DEM será candidato a governador.

Para presidente da República, o delegado Waldir banca, desde já, Jair Bolsonaro. Aliás, o deputado federal do Rio de Janeiro pode se filiar ao partido do parlamentar goiano, o PR — que deve ganhar novo nome, Muda Brasil, nos próximos meses.

O delegado Waldir levou Jair Bolsonaro ao município de Goianésia, recentemente, e ficou impressionado com a receptividade da população. Durante a palestra e nas ruas, alguém, a todo momento, pedia o autógrafo de Jair Bolsonaro, como se fosse uma estrela de cinema e televisão.

Waldir Soares, por sinal, não será candidato a senador. Vai disputar a reeleição. Uma pesquisa feita em Goiânia mostra que o capital político do deputado ainda é alto (só perde para o vereador Jorge Kajuru, do PRP, e fica na frente de Iris Araújo, do PMDB, e Sandes Júnior, do PP). Pode até não ter mais 270 mil votos, mas certamente terá uma grande votação e, deste modo, será reeleito.