Construção do posto de gasolina em frente a condomínio foi aprovada pelo MP, Amma e Justiça

O advogado Adilson do Prado afirma que não há ilegalidade alguma na construção do posto de combustíveis numa área privada

Na semana passada, a coluna Bastidores, do Jornal Opção, publicou uma nota, “Construção de posto de combustíveis em frente ao condomínio Housing Flamboyant provoca revolta”, a respeito da edificação de um posto da rede Z+Z. Por intermédio do advogado Adilson do Prado, a empresa decidiu se manifestar. Para construir o posto, numa área privada, o posto assinou um “Termo de Ajuste de Conduta (TAC), redigido pelo Ministério Público, com a presença de representantes da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma) e homologado pelo juiz da 13ª Vara Cível de Goiânia”.

Portanto, apesar dos protestos dos moradores — que temem poluição e desvalorização dos imóveis —, a construção é, segundo o advogado da empresa, legal e legítima. Tanto que passou pelo crivo do Ministério Público, da Amma e da Justiça. O advogado frisa que a área, que fica em frente ao Housing Flamboyant, nas proximidades do Alphaville e do Autódromo Internacional de Goiânia, estava à venda e que o condomínio não se ofereceu para comprá-la.

A obra ainda não foi iniciada, mas já está legalmente autorizada.

Leia mais

Construção de posto de combustíveis em frente ao condomínio Housing Flamboyant provoca revolta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.