Caiado pode bancar Lincoln Tejota para prefeito de Goiânia

Foto: Jornal Opção

Como o MDB não o apoia oficialmente para governador de Goiás, o senador Ronaldo Caiado, do DEM, sente-se livre para não apoiar seu candidato a prefeito de Goiânia em 2020. Claro que se o candidato for Iris Rezende — se reeleito, terminaria o mandato com 91 anos —, o presidente do DEM não deixaria de apoiá-lo. São amigos e, de certo modo, aliados. O prefeito da capital não o apoiou oficialmente, mas liberou alguns de seus aliados mais próximos, como Lívio Luciano e Samuel Belchior, para apoiá-lo.

Como Iris Rezende possivelmente não disputará a reeleição — seria uma exigência da família que o decano emedebista estaria disposto a aceitar —, Ronaldo Caiado, sobretudo se for eleito governador, deve apoiar a candidatura a prefeito de seu vice, Lincoln Tejota (Pros).

O principal sonho de Lincoln Tejota é ser prefeito de Goiânia. Como sabe que ser vice de um político forte como Ronaldo Caiado é manter-se quase à parte, ele deve colocar seu nome na rua a partir de 2019. Sabe-se que o senador democrata não hesitaria em apoiá-lo. Porque é jovem e teve coragem de apoiá-lo para governador, rompendo com a base governista, à qual pertencia há vários anos. “Se candidato, pode representar os ventos da mudança”, afirma um integrantes do Pros.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.