Beneficiados pela Máfia dos Concursos são soltos

Os nove professores e técnicos em apoio administrativo da Secretaria de Educação presos de forma temporária na última quarta-feira (28/3), na 3ª fase da Operação Panoptes, intitulada Magister, foram soltos e responderão em liberdade.

Segundo as investigações da Polícia Civil, os servidores pagaram à Máfia dos Concursos pela aprovação no certame. Cinco profissionais obtiveram liberação após confessarem as fraudes, com detalhes da atuação da organização criminosa.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.