Até o radical Jean Willys aprovou ação de Thiago Peixoto na Comissão de Cultura

Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

O goiano Thiago Peixoto foi elogiado de forma unânime ao deixar a presidência da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados. Seu trabalho rendeu aplausos tanto de deputados da esquerda quanto daqueles com perfil conservador. Ele ganhou o apoio e a defesa do PC do B, PSOL e PSC.

A conduta equilibrada, conciliadora e positiva na comissão foi reconhecida até por Jean Willys (PSOL), conhecido por defender posições radicais e polêmicas. O período em que o deputado ficou à frente da comissão foi apontado como o mais produtivo desde que ela foi criada.

De tão entusiasmados, alguns deputados passaram a chamar o parlamentar de Thiago da Cultura.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.