O guardião do Partido Liberal é de Goiás

Por Renato Ricardo Rodrigues, agente de Polícia Civil

O Partido Liberal voltou aos holofotes da política nacional com a filiação do Presidente Jair Bolsonaro ao partido. A presença do Presidente da República nos quadros do PL chama a atenção para si que, segundo se avalia, deve crescer consideravelmente para as próximas eleições. 

O PL conta com 43 Deputados Federais e quatro Senadores da República. Com a filiação, é inevitável a movimentação dos filiados, com a saída de alguns, mas por outro lado, vinda de outros parlamentares e políticos, que acompanharão o polêmico presidente, migrando para o partido. Ao final do processo, espera-se que haverá substancial aumento nos quadros do partido, desde parlamentares ou postulantes a mandato nas próximas eleições.

O Partido Liberal é um dos partidos políticos mais antigos do Brasil. Sua fundação foi em 1831 durante o Brasil Império, quando Dom Pedro II formou seu primeiro gabinete, cuja maioria era composta por integrantes do partido. Depois de 58 anos de existência, o Partido Liberal foi extinto, com o golpe militar de 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República.

Mais recentemente, em 1985, surgiu a figura de Álvaro Valle, grande idealista e com princípios genuinamente liberais, que refundou o Partido Liberal no Brasil. Álvaro Valle se destacou como um dos mais notáveis deputados federais da história da república brasileira, e ficou consagrado como a grande referência às causas do setor educacional no Brasil. Álvaro acreditava e pregava que a verdadeira libertação do indivíduo só poderia ocorrer através da educação e com esse pensamento, conquistou milhares de seguidores, entre eles um seminarista, filósofo e professor de Goiás chamado Cleovan Siqueira.

Cleovan Siqueira nasceu em 1952 na cidade de São Miguel do Araguaia, situada na região do Noroeste goiano e iniciou sua carreira política muito jovem através das lutas pela educação do povo. Foi Seminarista, e faltou pouco para ser ordenado padre. Integrou os movimentos sociais ligados à igreja católica onde se tornou grande liderança. Quando conheceu o Partido Liberal, Cleovan, jovem e cheio de ideais, se apaixonou pelas propostas de Álvaro Valle, a quem posteriormente conheceria e passaria a admirar: o político que sonhava com uma educação de qualidade para todos. Ciente disso, Álvaro Valle convidou o goiano Cleovan para fundar, integrar e cuidar do PL e seus ideais em Goiás.

Com a morte de Álvaro Valle em janeiro de 2000, os liberais brasileiros perdiam seu maior líder político e começavam uma nova etapa de sua história, quando o vice-presidente da sigla e então Deputado Federal Valdemar Costa Neto assume o controle do partido, e a partir disso, inicia um trabalho de muita dedicação e competência que torna o partido ainda maior. 

Uma das grandes realizações de Valdemar Costa Neto foi emplacar o liberal mineiro José Alencar como vice-presidente da República por duas vezes, nas eleições de 2002 e 2006. Visando deixar o partido ainda maior, Valdemar promoveu a fusão do PL com o PRONA, adotando a sigla PR – Partido da República.

Eis então que surge o Guardião do Partido Liberal e dos ideais de Álvaro Valle: Cleovan Siqueira. Mesmo sendo um político conhecido, maduro, bem experimentado e ter exercido mandatos parlamentares como vereador pela cidade de Caldas Novas e deputado estadual em Goiás, além de diretor do Procon e da Juceg e Secretário de Governo, Cleovan Siqueira continuava idealista e apaixonado pelos ensinamentos de Álvaro Valle e não admitia o fim do Partido Liberal.

Decidiu então refundar o Partido Liberal e estruturá-lo em todo o Brasil. Para isso, Cleovan formou uma nova diretoria, ressuscitou o estatuto do partido e registrou a sigla em Brasília. Obstinado e incansável, iniciou conversas com antigos militantes e apaixonados pelo ideal liberal como ele e visitou todos os estados do Brasil, montando estruturas para recolhimento de assinaturas, visando a recriação oficial do partido. 

A tarefa não foi fácil e durante essa missão que já durava mais de 10 anos, Cleovan contou com o apoio de pessoas importantes do cenário da política nacional, como do Ministro Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD. Mas uma nova lei que versava sobre a criação de novos partidos trouxe mais dificuldades para reerguer o partido, e apesar de todas as adversidades, Cleovan não desistia do sonho de refundar o PL, reviver e aplicar as memórias de seu líder Álvaro Valle.

Foi quando de forma repentina e surpreendente Cleovan recebeu uma ligação do velho companheiro e amigo Valdemar Costa Neto, convidando-o para conversar em Brasília. A partir desta conversa, ressurgia o Partido Liberal em toda sua essência, realizando o sonho do goiano mais liberal e idealista que Goiás teve em sua história. Valdemar Costa Neto e Cleovan Siqueira acordaram em transformar o PR – Partido da República novamente em PL – Partido Liberal.

Mais que uma mudança de siglas, era a certeza de continuar a perpetuar os ideais e resgatar os princípios deixados por Álvaro Valle. 

Tudo isso só foi possível porque no hoje longínquo, mas tão presente ano de 2006, aquele jovem firme, idealista e convicto havia decidido ser o Guardião do Partido Liberal e seus princípios. Hoje, não tão jovem, mas acreditando e com os mesmos ideais e propostas, conforme preconizou Álvaro Valle.

“Ninguém nunca calará um Liberal.” Cleovan Siqueira.

Renato Ricardo Rodrigues é Agente de Polícia Civil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.