No início da tarde desta quarta-feira, 16, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD), determinou que a sessão ordinária desta-quinta, 17, seja feita de forma 100% presencial. Isso porque deve estar na pauta os projeto que criam o Fundo Estadual da Infraestrutura (Fundeinfra) e a contribuição sobre a produção agropecuária.

Lissauer pediu ainda que a equipe de tecnologia da Casa bloqueasse o acesso dos parlamentares que quisessem participar das votações remotamente. A participação remota foi implantada durante a pandemia em 2020. Lissauer já se manifestou contra a proposta de contribuição de 1,65% do agro.