Polícia confirma 16 mortes por serial killer

Delegado Murilo Polati concede coletiva na DIH | Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

Delegado Murilo Polati concede coletiva na DIH | Foto: Marcello Dantas/Jornal Opção Online

A Polícia Civil confirmou a participação do vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, em 16 dos 39 assassinatos confessados por ele em Goiânia. Em entrevista coletiva na sexta-feira, 21, no Com­ple­xo de Delegacias Especiali­zadas, no Setor Cidade Jardim, o titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), delegado Murilo Polati, afirmou que foi possível chegar a essa conclusão a partir da análise de confronto balístico da arma usada nas mortes.

Os inquéritos devem ser encaminhados à Justiça nesta semana após a conclusão de laudos do Instituto de Cri­minalística. Dos 16, apenas 3 deles foram concluídos a partir da força-tarefa desencadeada pela corporação no dia 4 de agosto. São eles o de Arlete dos Anjos Carvalho, de 16 anos, Juliana Neubia Dias, de 22 anos, e de Rosirene Gualberto da Silva, 29 anos.

Apesar dos confrontos entre as balas terem sido positivos, os resultados de 13 casos não contam com laudos finais até o momento, que devem ser concluídos no início da semana que vem. Nesse grupo, existem vítimas mulheres e homens: Ana Karla Lemes da Silva, Ana Maria Victor Duarte, Bárbara Luiza Ribeiro Costa, Bruna Gleycielly, Isadora Aparecida Cândida, Janaína Nicácio, Lílian Sissi, Mauro Ferreira Nunes, Pedro Henrique de Paula Sou­za, Taynara Rodrigues da Cruz, Thamara da Conceição e Wa­nessa Oliveira Freire.

Tiago Gomes da Rocha está preso desde o dia 14 de outubro em cela isolada no núcleo de custódia do Complexo Pri­sional de Aparecida de Goiânia e confessou ter assassinado 39 pessoas em Goiânia, desde 2011.

Deixe um comentário