Marconi Perillo debaterá com adversários crise da Celg e demandas da segurança pública

Marconi Perillo: sem medo de discutir gargalos da companhia energética e de segurança pública

Marconi Perillo: sem medo de discutir gargalos da companhia energética e de segurança pública

O governador Marconi Perillo (PSDB) afirmou na sexta-feira, 25, que não fugirá dos debates sobre segurança pública e a crise financeira da Celg. Os dois temas têm sido muito utilizados pela oposição para criticar a atual gestão estadual.

Desde seu primeiro mandato (1999-2002), Marconi diz que buscou manter o equilíbrio econômico e financeiro da Celg de forma a preservar a distribuição da estatal. Naquela e em suas outras gestões, ele afirma ter levado ao conhecimento da população que a venda da Usina Hidrelétrica de Cachoeira Dourada, ao final do governo de Maguito Vilela (PMDB, 1994 – 1998), comprometeu o equilíbrio do Estado, porque herdou todas as dívidas deixadas pela usina.

Durante uma reunião com a presidente Dilma Rousseff (PT) e com o ministro de Mi­nas e Energia, Edison Lobão, na última quarta-feira, 23, Marconi discutiu o problema financeiro que a Celg está passando. “Cachoeira Dourada não ficou com nenhuma dívida porque todas elas vieram para o Estado, e ficamos sem nenhum tostão para investirmos na Celg.” Segundo ele, a presidente e o ministro reconheceram que a crise pela qual a empresa passa foi mesmo causada pela venda da usina.

Sobre a segurança pública, Marconi diz que o problema é nacional. Segundo ele, é preciso que sejam feitas alterações na legislação penal para que o governo federal seja obrigado a enviar recursos para os Estados aplicarem em segurança pública.

 

Morre Ariano Suassuna, escritor e dramaturgo

O escritor e dramaturgo Aria­no Suassuna faleceu na tarde de quarta-feira, 23. O autor da peça clássica “Auto da Compadecida”, que se tornou filme em 2000, estava internado em coma na UTI neurológica desde a segunda-feira, 21, quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico.

O escritor, natural de João Pessoa (PB), de 87 anos, passou por uma cirurgia para a colocação de dois drenos, numa tentativa de controlar a pressão intracraniana.

Neste ano, ele foi homenageado pelo bloco carnavalesco Galo da Madrugada e na semana anterior havia participou do Festival de Inverno de Garanhuns (PE).

 

Corpo de Eliza Samúdio não é encontrado

A Polícia Civil de Minas Ge­rais encerrou, sem sucesso, no início da tarde de sexta-feira, 25, as buscas pelo corpo da modelo Eliza Samúdio em um terreno próximo ao Aeroporto Interna­cional Tan­credo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte. O local foi indicado por Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, condenado a 22 anos de prisão por tramar a morte da ex-amante. O lote vago fica próximo ao bairro Santa Clara, no município de Vespasiano, perto da casa do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, um dos condenados pela morte da modelo.

 

Justiça Eleitoral concede registro a mais de 900 candidaturas 

A Justiça Eleitoral já concedeu registro a 921 candidatos que vão disputar as eleições de outubro. A informação faz parte do balanço parcial divulgado na quarta-feira, 23, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base no sistema de candidaturas da Justiça Eleitoral, que recebeu 24,9 mil pedidos de registro em todo o país para os cargos de deputado federal, estadual e distrital, senador, governador e presidente da República.

O prazo para solicitação do registro de candidatura terminou no dia 5 deste mês, e os juízes eleitorais têm até 21 de agosto para conceder os registros.

Segundo o levantamento, 194 candidatos foram considerados inaptos e tiveram o registro negado. Os motivos são a falta do preenchimento dos requisitos legais, a rejeição das contas referentes ao período em que ocuparam cargo público ou renúncia à candidatura. Esses candidatos podem recorrer das decisões.

 

TCU responsabiliza diretores da Petrobras pelo caso Pasadena

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou o relatório do ministro José Jorge, relator do processo que investiga irregularidades na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA), pela Petrobrás. O ministro determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobrás pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa.

O relatório isenta de responsabilidade os membros do Conselho de Administração da empresa, que na época era presidido pela então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, hoje presidenta da República. O maior montante, de US$ 580,4 milhões, deverá ser devolvido por membros da diretoria executiva da Petrobrás: José Sérgio Gabrielli, além de Nestor Cerveró, Almir Barbassa, Paulo Roberto Costa, Guilherme Estrella, Renato Duque, Ildo Sauer e Luís Carlos Moreira da Silva.

 

Israel chama Brasil de “anão diplomático” irrelevante

O governo de Israel criticou o posicionamento do governo brasileiro de convocar o embaixador em Tel Aviv, taxando o País como anão diplomático e irrelevante. O governo brasileiro considerou inaceitável a escalada da violência entre Israel e palestinos. No texto divulgado na quainta-feira, 24, o Brasil “condena energicamente o uso desproporcional da força” por Israel na faixa de Gaza.

Em comunicado à imprensa, o Ministério das Relações Exteriores de Israel, por meio do porta-voz, Yigal Palmor, manifestou “desapontamento” diante da convocação do embaixador brasileiro. “Israel manifesta o seu desapontamento com a decisão do governo do Brasil de retirar seu embaixador para consultas. Esta decisão não reflete o nível das relações entre os países e ignora o direito de Israel de se defender. Tais medidas não contribuem para promover a calma e a estabilidade na região.”

 

semana.qxd

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.