Ensino médio goiano fica em 1º lugar no Ideb

Nota da rede estadual de ensino cresceu de 3,6 para 3,8 / Fernando Leite/Jornal Opção

Nota da rede estadual de ensino cresceu de 3,6 para 3,8 / Fernando Leite/Jornal Opção

Em Goiás, o ensino médio da rede estadual conquistou o 1° lugar no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb). O relatório foi divulgado na sexta-feira, 5, pelo Ministério da Educação. De modo geral, toda a rede pública, tanto municipal, estadual e federal, apresentaram melhoras nas notas e posições em relação aos outros Estados. Porém, a rede particular não demonstrou significativas mudanças, se comparado aos índices de 2011. Goiás ocupava o 5º lugar. A nota melhorou de 3,6 para 3,8. Porém, os Estados que estavam liderando pioraram suas notas. Santa Catarina, por exemplo, estava em primeiro lugar com a nota 4,0 e caiu para quarta posição com 3,6. Na rede estadual, 16 Estados apresentaram notas menores e dois tiveram a mesma nota. Na rede particular, 18 Estados tiveram índices piores e cinco mantiveram a mesma nota de 2011.

O rendimento dos estudantes, baseado nos indicadores de aprovação, reprovação e abandono da escola, foi um dos motivos que levou a rede estadual goiana de ensino ficar em 1° lugar. Outro motivo foi a quantidade de provas aplicadas aos alunos. Porém, a nota de proficiência em Lín­gua Portu­guesa e em Ma­temática caiu de 4,37 para 4,33. O cálculo do Ideb é feito pela multiplicação da taxa de rendimento pela média de proficiência.

Assassino do cartunista Glauco é suspeito de dois crimes em Goiânia

O juiz Gustavo Dalul Faria, da 5ª Vara Criminal de Goiânia, converteu na quarta-feira, 3, a prisão em flagrante de Carlos Eduardo Sunfeld Nunes, conhecido como Cadu, em prisão preventiva. O jovem é assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas e do filho, Raoni Vilas Boas. Além do crime, ele é suspeito de envolvimento no latrocínio do estudante Mateus Morais Pinheiro, de 21 anos, no domingo, 31, e na tentativa de latrocínio do agente prisional Marcos Vinícius Lemes D’Aba­dia que ocorreu na quinta-feira, 28. Testemunhas afirmam que Cadu abordou e efetuou os disparos contra o agente, que foi internado em estado grave no Hospital de Urgências de Goiâ­nia (Hugo). Sobre a morte de Ma­teus, o delegado Thiago Da­mas­ceno disse que ele estava com o veículo da vítima e portava arma similar à usada no crime. Já Glauco e seu filho foram assassinados em Osasco (SP), em março de 2010. Ele foi reconhecido pela esposa do cartunista, Beatriz Galvão, e confessou o crime. Por decisões judiciais, Cadu, que sofre de esquizofrenia, ficou internado em uma clínica psiquiátrica e, depois, voltou para casa dos pais, que informaram, cinco dias antes da tentativa de latrocínio, o comportamento estranho do filho.

Celg firma empréstimo de R$ 1,9 bilhão com Caixa 

A CelgD e a CelgPar assinaram na terça-feira, 2, contrato de empréstimo de R$ 1,9 bilhão com a Caixa E­conômica Federal. Um dos destinos do montante é o investimento de R$ 300 mi­lhões na rede elétrica do Estado, além do pagamento às prefeituras goianas de R$ 30 milhões de ICMS. O do­cu­mento, assinado por dirigentes da CelgD, CelgPar e Celg Distribuição, se­gue para sedes da Caixa, em Brasília, e E­letrobrás, no Rio de Janeiro, para a co­leta das demais assinaturas. A contração do empréstimo só será possível gra­ças à promessa de federalização da estatal goiana, firmada em 26 de agosto. A oposição alegou que o acerto de compra e a venda de 51% das ações para a Eletrobras prejudica o Estado e tem cunho eleitoral. Governistas refutam as críticas.

Paciente recebe prótese de impressora 3D 

Um paciente do Hospital Alberto Rassi — HGG recebeu na quinta-feira, 4, uma prótese mandibular que foi produzida por uma impressora 3D. A cirurgia foi realizada através do Programa de Tratamento de Deformidades Faciais (Proface), da instituição. Danúbio Nogueira Fernandes, de 73 anos, perdeu 1/3 da mandíbula devido a um tumor cancerígeno. Um dos responsáveis pela iniciativa, o cirurgião dentista Fernando Almas, explica que a prótese permite que o procedimento seja mais rápido, além de o material usado para sua confecção ter um custo mais em conta: “Esse material tem um custo bem mais baixo que os demais. É biocompatível e bioinerte, além de não desgastar áreas receptoras como a base do crânio ou a parte remanescente da mandíbula”.

Secretário LGBT deixa campanha de Marina Silva

Após recuo em questões gays no programa de governo da candidata à presidência da República, Marina Silva (PSB), o secretário nacional LGBT da sigla, Luciano Freitas, deixou a coordenação da campanha. A saída do dirigente é a terceira baixa na campanha. Um dos pontos cortados do programa é a criminalização da homofobia, com a aplicação das mesmas penas previstas na lei de racismo. Outro é sobre a união, o direito ao casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Ainda que em um país laico, o pastor Malafaia disse que a defesa do casamento gay é um termo “muito forte para uma sociedade cristã”. O líder evangélico, que ameaçou fazer críticas duras à candidata, se ela não se reposicionasse e escolhesse entre a fé cristã e a ideologia política, disse que Marina fez bem ao recuar. A situação repercutiu na internet, desde a circulação de diversos mêmes a debates sobre o assunto.

Um suicídio a cada quarenta segundos

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou na quinta-feira, 4, um levantamento global sobre o suicídio, fenômeno que tira a vida de uma pessoa a cada 40 segundos. Depois de 50 anos de história, a publicação tem informações de apenas 60 países, dos 194 da OMS. Consta no levantamento que o suicídio se tornou uma epidemia e que mata mais de 800 mil pessoas por ano. Além disso, 75% dos casos são registrados em países emergentes e de poucos recursos econômicos. O Brasil é o oitavo país do mundo com maior número de casos. Foram mais de 11,8 mil apenas em 2012. Em números absolutos, A Índia está em 1º lugar, com 258 mil casos. Em seguida, a China, (120 mil suicídios) e os EUA (43 mil suicídios).

semana.qxd

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.