Zona eleitoral em que Vanderlan ganhou causou desequilíbrio entre resultado das pesquisas e das urnas

“A diferença que o Vanderlan ganhou na zona 135 mais a margem de erro é a diferença de votos que ele aumentou em relação ao Maguito”, aponta especialista

Votação no 2º turno em Goiânia | Foto: Lívia Barbosa/ Jornal Opção

Assim como no 1º turno, o resultado das urnas neste 2º turno em Goiânia destoou de algumas pesquisas divulgadas antes das eleições. E a principal hipótese levantada pelo cientista político Guilherme Carvalho é a de que as amostras foram desbalanceadas.   

“Por conta da pandemia, talvez não tenham conseguido captar o cenário em certas regiões isso cria um grande problema, pois acaba tendo uma amostra enviesada”, pontuou Guilherme ao analisar as falhas do 1º turno.

Essas falhas não foram corrigidas nos levantamentos seguintes e uma região enorme não foi capturada fielmente, a zona 135, próxima a Senador Canedo, única em que Vanderlan Cardoso teve a maioria dos votos.

A zona 135 engloba os bairros Água Branca, Santo Hilário, Conjunto Caiçara, Conjunto Residencial Aruanã I e III, Conjunto Riviera, Jardim das Aroeiras, Jardim Dom Fernando I e II, Jardim Lajeado, Jardim Novo Mundo, Loteamento Grande Retiro, Parque das Amendoeiras, Setor Recanto das Minas Gerais, Vila Concórdia, Vila Maria Luiza e Vila Pedroso.

A região que representa um colégio eleitoral expressivo tem outra especificidade apontada pelo cientista político: ser uma região dormitório. Essa característica pode ter sido decisiva na hora da pesquisa, uma vez que a maioria dos moradores não foi encontrada no momento do levantamento.

“É a hipótese que eu cheguei, sem tirar o peso dos institutos pesquisadores, porque se não tem muitas pessoas lá em determinado horário, tem que voltar depois”, explica Guilherme. Neste caso, a pressa para divulgar as pesquisas pode atrapalhar o processo de coleta das informações.

De acordo com o cientista, foi esta região a responsável pela diferença de votos em relação ao que foi projetado. “A amostra ficou desbalanceada, pois fizeram as contagens a partir de outras regiões da cidade, não pegando o os resultados dessa região que é uma região muito grande, em especial por causa do Novo Mundo”.

“Se você acrescentar a margem de erro é justamente a diferença entre os dois. A diferença que o Vanderlan ganhou lá na zona 135 mais a margem de erro é a diferença de votos que ele aumentou em relação ao Maguito”, resumiu Carvalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.