Zezé Di Camargo critica comoção pela morte de Marielle Franco e é detonado na internet

Cantor comparou a execução da vereadora com o assassinato de uma médica em 2016 no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Zezé di Camargo, ao contrário de alguns artistas nacionais, resolveu se manifestar sobre a morte da vereadora Marielle Franco. Acontece que o artista optou por criticar o que, segundo ele, representa uma indignação coletiva.

Em post no Instagram, ele disse  não entender porquê essa morte não teve tanta repercussão como a da vereadora. Com um desabafo, ele compartilhou uma publicação que fala sobre o assassinato da médica Gisele Palhares, morta em 2016 com dois tiros.

“Embora mulher, não era negra, não era pobre, não era feminista, não era militante de partidos políticos, não frequentava os círculos LGBT, não era MTST, CUT ou PSOL, não estava dentro dos programas de assistências de cotas do governo. Enfim, não preenchia os requisitos necessários para uma mobilização nacional”, dizia a publicação.

Nos comentários internautas criticaram a publicação. “Respeitem a execução covarde dessa mulher que lutou tanto contra as desigualdades e injustiças. Vá pesquisar quantas coisas boas essa mulher fez”, disse uma garota.“Ninguém desmereceu a morte dela aqui. Sou a favor que descubram os criminosos e os punam. Sou contra a politicagem”, respondeu o cantor.

Atualmente, a página do cantor é fechada, e as publicações só podem ser vistas por quem é efetivamente seguidor.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Infelizmente é verdade. questões politicas, fanatismo.