Zé Trovão se entrega à PF após dois meses foragido

Líder dos caminhoneiros teve prisão decretada por incitar violência e atos antidemocráticos nas manifestações de 7 de setembro

O caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão , retornou ao Brasil e se entregou à Polícia Federal , nesta terça-feira, 26, em Joinville (SC). Ele foi alvo de uma ordem de prisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes , decretada no início de setembro, por incitar violência e atos antidemocráticos nas manifestações de 7 de setembro. Trovão estava foragido há dois meses.

A PF afirmou por nota que Gomes se entregou às 14h na delegacia da cidade. O caminhoneiro é morador de Joinville. A PF afirmou que ele não foi interrogado e foi encaminhado ao presídio da cidade. A prisão foi feita em cumprimento de mandado feito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 1º de setembro.

De acordo com a nota da defesa dele, Gomes “está a dispor da Justiça para provar sua inocência”. Em setembro, ele foi localizado pela PF no México. Pelas primeiras informações dos advogados, ele deve ficar preso em Joinville mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.