Zé Trovão não se entregará antes de 7 de setembro, diz advogado

O caminhoneiro bolsonarista é alvo de mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes a pedido de Lindôra Araújo

Alvo de mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes a pedido de Lindôra Araújo, o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira, conhecido como “Zé Trovão”, não se entregará à Polícia Federal pelo menos até o dia 7 de Setembro, segundo seu advogado.

“Pela vontade dele, já me adiantou que, se realmente tem esse mandado de prisão, ele não irá se entregar até o dia 7 de setembro”, disse advogado Levi de Andrade ao Uol. “Ele não cometeu nenhum crime. A defesa não compreende uma série de restrições [impostas pelo STF]”, acrescentou.

A Polícia Federal busca pelo paradeiro do caminhoneiro para cumprimento da prisão. Zé Trovão é acusado de promover a incitação de atos violentos contra o Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal (STF), por meio das redes sociais. Ele teria descumprido ordens cautelares determinadas anteriormente por Moraes

Ontem, foi preso num hotel em Brasília o blogueiro Wellington Macedo de Souza, que estava convocando manifestantes, também por ordem de Moraes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.