Zacharias Calil explica processo de preparação para separar siamesas Valentina e Eloáh

Cirurgia ainda está em avaliação e pode ser realizada no próximo ano

Foto: Divulgação

Após dois dias de avaliações, o médico-cirurgião pediátrico e deputado federal Zacharias Calil falou nesta sexta-feira, 8, sobre o quadro das gêmeas siamesas Valentina e Eloáh, que chegaram do interior de São Paulo nesta semana. As avaliações buscam precisar se as irmãs poderão ser a 20ª operação de siameses do cirurgião.

Com 7 meses de idade, as gêmeas compartilham uma grande área de pele, adiantou Calil na primeira avaliação. Segundo o médico é necessário esperar por mais alguns meses, com possibilidade de serem colocados espaçadores.  “Elas estão unidas pelo abdome, por uma grande área. Então, neste momento, por ainda serem muito pequenas, a quantidade de pele é insuficiente para a cicatrização”, explicou ele.

Na tarde desta sexta o médico acompanhou exames de imagens que devem ser utilizados em um próximo passo fundamental. Com o detalhamento dos corpos, o cirurgião poderá fazer um boneco chamado de biomodelo, no tamanho real das crianças e dos órgãos, isso para que a equipe possa estudar se e quando poderá ser feita a cirurgia.

O caso de Valentina e Eloáh é o segundo de siameses que Zacharias Calil vai acompanhar neste ano e, caso seja realizada, a cirurgia se tornará a 20ª de separação de gêmeos realizada por ele em sua carreira médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.