Reunião entre ONG e Governo de Goiás irá apresentar projeto de construção 40% mais barata que o convencional

Zacharias Calil, médico e deputado federal Foto: Arquivo

O projeto da construção do novo Hospital Materno Infantil de Goiás começa a ganhar corpo. Nesta quarta-feira o deputado federal Zacharias Calil articulou uma nova reunião entre representantes do Governo de Goiás e a presidente da World Family Organization (WFO), organização não governamental. Zacharias diz que as negociações já estão avançadas.

A intenção de construir um novo Materno já é citada há algumas semanas pelo secretário da Saúde de Goias, Ismael Alexandrino. Entretanto o projeto apresentado por Zacharias foi idealizado pelo próprio parlamentar, e traz para o governo a possibilidade de construir o hospital em parceria com a ONG associada à Organização das Nações Unidas (ONU).

A partir de dados apresentados por Calil,  a parceria irá representará economia de 40% se comparado à construções convencionais.

“Eu já venho buscando tornar esse sonho em realidade já faz um tempo. Estive visitando o Hospital da Criança de Brasilia, que foi construído em parceria com a WFO. Depois entrei em contato com eles (WFO) e marquei uma reunião no meu gabinete. Eles adoraram a proposta e o projeto apresentado e acredito que agora vão vir a Goiânia para os acertos finais”, disse Zacharias.

WFO

A WFO é uma organização não-governamental  associada ao Conselho Econômico e Social da Organização das Nações Unidas (ONU) e atua na construção de unidades de saúde e hospitais em países em desenvolvimento. Com estrutura pré-fabricada, os hospitais construídos podem custar até 40% menos que os convencionais.

A instituição já construiu mais de dez hospitais em diversos estados do País, além da capital federal. Segundo o deputado, ao definir a parceria, 20% do valor da obra é doado pela ONG. O projeto analisado deverá contar com cerca de 200 leitos e o processo de construção estimado em 1,5 anos.  

Zacharias reforçou o apoio que vem recebendo da bancada federal de Goiás em Brasília. “Esse esforço começou comigo, mas já foi abraçado por toda a nossa bancada de deputados federais em Brasília. A saúde no nosso estado precisa muito da nossa atuação e com esse projeto nossa população só tem a ganhar.” lembrou o deputado.