Wilder Morais garante que regime de recuperação não vai atrapalhar incentivos fiscais

Senador diz que para aderir ao regime o Estado não precisará diminuir os benefícios

A possível adesão de Goiás ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) tem preocupado o setor produtivo. Representantes das indústrias em Goiás se mostram temerosos com relação aos incentivos já concedidos pelo Estado.

No entanto, o senador da República e futuro secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Goiás, Wilder Morais, garante que os incentivos fiscais não serão afetados caso Goiás se enquadre no programa.

“Para aderir ao regime de recuperação fiscal o estado não precisa diminuir os benefícios, porque a própria Lei Complementar que trata da Recuperação Fiscal, ressalva os Benefícios e Incentivos Fiscais convalidados e reinstituídos segundo as normas do Confaz. O Governo Ronaldo Caiado, ainda durante a transição de Governo, viabilizou emenda ao projeto que tramitava na Assembleia Legislativa que vai permitir a cola regional, por decreto do governador, que o Distrito Federal fez, por exemplo, Goiás pode fazer também”, esclarece.

“O momento é de fragilidade, mas Goiás tem condições de superar esses problemas. Nós enxergamos o empresário como aliado. Nosso Estado nunca vai deixar de ter os melhores atrativos para instalação de empresas, pelo menos no governo Caiado”, finaliza.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.