Delegado Waldir nega que haverá fusão entre PSL e DEM

Deputado federal diz que único movimento é da saída de Bolsonaro e Flávio

Delegado Waldir Soares | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado federal Delegado Waldir negou nesta terça, 12, ao Jornal Opção que há um movimento de fusão entre o PSL, partido que é presidente em Goiás, e o DEM. Segundo o parlamentar goiano o único movimento possível agora é da saída do presidente Jair Bolsonaro e de Flávio Bolsonaro. Não há janela possível para a troca.

 

A possibilidade de fusão entre os dois partidos é aventada há alguns meses, tanto por Luciano Bivar, presidente nacional do PSL, quanto pelo presidente do DEM, ACM Neto. Em seu blog a jornalista Andréia Sadi diz que há gestos de bastidores de Bivar a Rodrigo Maia. No entanto, diz que não abandonará o governo Bolsonaro.

 

Delegado Waldir protagonizou uma das maiores crises no PSL desde que Bolsonaro foi eleito. Em meados de outubro disse, em áudio vazado, que iria “implodir” o presidente. A declaração de Waldir ocorreu após Bolsonaro ter articulado a troca na liderança da sigla na Câmara dos Deputados. Eduardo Bolsonaro assumiu a liderança do partido na Casa.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.