Você sabia que o cachorro mais velho do mundo é um chihuahua de 21 anos?

Tobykeith teve sua idade validada pelo Guinness World Records. Ele ganhou até festa, com banho, manicure e passeio de automóvel

Juscelino Goulart de Oliveira

Especial para o Jornal Opção

Você sabia que o cachorro mais velho do mundo, atestado pelo Guinness World Records — o Livro dos Recordes —, é um chihuahua de 21 anos? São exatos 21 anos e pouco mais de três meses. E detalhe: o dog americano está muito bem, saudável e todo pimpão, ao lado de sua dona.

O nome do cachorro é Tobykeith e foi adotado por Gisela Shore, moradora de Greennacres, na Flórida. “As pessoas não conseguem acreditar em como ele é bonito para a idade”, afirma a feliz proprietária do chihuahua. Ela diz que Tobykeith é seu pequeno “guarda-costas”. Se ela é uma protetora, o pequeno cachorro é um protetor.

O nome Tobykeith é inspirado no nome de um cantor de música country. O jovem nasceu em 9 de janeiro de 2001.

Gisela Shore e Tobykeith: felizes amigos há 21 anos | Foto: Reprodução

Tobykeith foi adotado quando era um filhote. Ele estava num abrigo para cachorros e havia sido repassado por um casal de idosos. “Fui apresentada a um pequeno chihuahua ‘bronzeado’. Eles o chamaram de Manteiga de Amendoim [Peanut Butter]. Mais tarde, mudei seu nome para Tobykeith”, relatou Gisela Shore ao Guinness.

Como voluntária da organização Peggy Adams Animal Rescue, a protetora Gisela Shore já cuidou de mais de 150 cachorros.

Gisela Shore conta que, quando Tobykeith completou 20 anos, procurou o pessoal do Livro dos Recordes. No dia 16 de março de 2022, o Guiness Worlds Records finalmente concluiu que se trata mesmo do cão mais velho do mundo.

Gisela Shore e Tobykeith: liberdade para andar pela casa

Quando se concluiu que Tobykeith era o cachorro mais velho do mundo, Gisela Shore reuniu os amigos para uma festinha. O cachorrinho tomou banho, ganhou uma sessão de manicure e um passeio de automóvel. Ficou todo feliz com os mimos.

Na casa em que Gisela Shore mora, a 90 quilômetros de Miami, Tobykeith convive numa boa com a buldogue Luna, de 7 anos, e com a vira-lata Lala, de 3 anos. São os três mosqueteiros — com Gisela “D’Artagnan” Shore sendo a quarta mosqueteira.

Estrela de sua casa, Tobykeith gosta de curtir o sol da Flórida, mas dorme a maior parte do dia. “Encanta-me o fato de que Tobykeith viva há tantos anos, de maneira saudável, ao meu lado. Nós gostamos muito dele. O recorde, atestado pelo Guinness, prova que é muito bem cuidado. Tobykeith é uma grande bênção. Sou muito afortuna por tê-lo em minha vida”, frisa Gisela Shore.

Os chihuahuas geralmente vivem entre 15 e 18 anos. Se brincar, dada sua saúde de ferro, Tobykeith chega aos 30 anos, consagrando-se como pós-balzaquiano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.