Vizinho denuncia barulho excessivo no comitê de Enil

Arquiteto Otávio Daher reclama dos frequentadores e diz que equipe do candidato está, inclusive, promovendo shows ao vivo — o que é proibido pela legislação da OAB

enil-foto-facebook-OK

Enil Henrique é candidato à presidência da OAB | Foto: Reprodução Facebook

O comitê de Enil Henrique, candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – secção Goiás (OAB-GO), vem causando dores de cabeça nos vizinhos da região. O barulho das reuniões feitas por eles incomoda moradores das proximidades.

A informação foi dada pelo morador Otávio Daher, que mora em um prédio próximo ao escritório e reclama do barulho alto feito pelos frequentadores do local. Em entrevista ao Jornal Opção, o também arquiteto relatou que, no domingo (8/11), uma dupla sertaneja fez uma apresentação no local — situação que já se repetiu em outras ocasiões, garantiu.

Segundo ele, o evento começou como um simples churrasco, com discursos, sem muito barulho, mas depois da chegada dos músicos, começou a incomodar.

A realização de shows estaria desrespeitando a legislação eleitoral da OAB, que impede esta prática durante a disputa. A assessoria de Enil afirma conhecer esta norma e nega as afirmações de Otávio. “Não há show ao vivo, porque não é permitido pela legislação, e o som é desligado ou pelo menos abaixado às 22h30”, esclareceram ao Jornal Opção.

“Existe uma limitação de barulho que não tem nada a ver com horário, o problema é altura incomodar os vizinhos”, rebate Otávio. “Eles não têm licença da Prefeitura de Goiânia para fazer isso. Lá não é casa de festa”, acrescenta.

Segundo Otávio, ele e a mulher foram por diversas vezes até o local e já teriam inclusive ligado para uma representante do comitê, que prometera resolver o problema. “Ela abaixou o som uma vez e depois voltou tudo novamente”, conta. Ele comenta que as festas costumam durar o dia inteiro e são realizadas cerca de três vezes por semana, “No domingo começou ao meio-dia e foi até as oito da noite”, reclama.

Já o comitê alega nunca ter recebido contato do senhor: “Ninguém da diretoria da campanha falou com ele. Se foi até lá, conversou com outra pessoa e a informação não chegou até nós”. No entanto, se dispuseram a conversar com o morador, que, de acordo com eles, “será muito bem recebido”.

Outra das reclamações é de que alguns presentes, bêbados, ficam gritando no meio da rua. O comitê ressalta que o consumo de bebidas alcoólicas não é proibido e que eles não sabem de casos como os relatados pelo senhor Otávio.

“Desconhecemos as alegações, mas exaltamos que estamos agindo de acordo com o que rege a lei. Não foi e nunca será desejo da campanha da OAB Independente incomodar vizinhos ou qualquer cidadão que seja”, completam.

Sobre as ditas algazarras na rua, a assessoria sugeriu que não tem responsabilidade sobre o que acontece fora do comitê, mas destacou que não acredita que tais episódios tenham sido protagonizados por advogados.

Ainda à reportagem, a campanha da OAB Independente afirmou que as reuniões no local reúnem de 800 a 1,2 mil advogados: “Fazemos campanha alegre, que cresce a cada dia e os eventos no comitê têm sido um sucesso”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.