Partido ‘reserva’, caso tudo desse errado, como ocorreu, deve receber boa parte do grupo de Gustavo

Vice-prefeito de Aparecida de Goiânia, Vilmar Mariano disse ao Jornal Opção que seguirá a decisão do prefeito Gustavo Mendanha e irá se filiar ao Patriota. O partido era considerado pelo grupo e pelo próprio presidente Jorcelino Braga como uma legenda de reserva, caso, como se concretizou, o grupo mendanhista não conseguisse siglas maiores, dentre os quais: Partido Liberal (PL), do presidente Jair Bolsonaro; Progressistas (PP), de Alexandre Baldy; Republicanos, de João Campos, e Podemos. 

“Eu vou filiar onde o Gustavo filiar. Onde o Gustavo colocar o pé, eu coloco o pé junto. Estou com ele, definido com Gustavo”, afirmou Mariano. Por enquanto, ele não soube dizer quando pretende integrar ao quadro de filiados do novo partido. “Eu não tenho a data da filiação, mas se ele (Gustavo) filiar hoje, eu filio no mesmo dia”, assegura. 

Até essa terça-feira, 29, o vice-prefeito era o presidente do Podemos, mas pediu a desfiliação após a sigla declarar apoio à reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB). Diferente da situação anterior, quando tinha o comando partidário no Estado, no Patriota Mariano deve seguir apenas como filiado.

Embora tenha se tornado a última opção para o grupo de Mendanha, Braga disse que compreendia a necessidade de Gustavo buscar se filiar a partidos maiores.