Vigilância Sanitária fiscaliza funcionamento de 100 escolas particulares na capital

Intenção é verificar o cumprimento dos protocolos de segurança estabelecidos pelo decreto municipal vigente. Em caso de descumprimento, unidades de ensino poderão ser multadas em quase R$ 5 mil

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Vigilância Sanitária deu início, na manhã desta terça-feira, 2, a uma ação de “blitz” nas escolas particulares de Goiânia. A intenção é verificar o cumprimento dos protocolos de segurança, estabelecidos pelo decreto municipal vigente, em 100 unidades de ensino na capital.

A ação acontece após o recebimento de diversas denúncias de que estudantes teriam contraído a Covid-19 em sala de aula. A Vigilância tembém irá fiscalizar cursos preparatórios e de idiomas que estariam funcionando de forma presencial, o que está suspenso.

“As unidades que estiverem em desacordo com as normas do decreto serão multadas em R$ 4.908,00. Além disso, iremos determinar o fechamento da unidade”, explicou o diretor da Vigilância Sanitária, Jadson Tavares, que disse ter recebido “inúmeras denúncias” via aplicativo Prefeitura 24h.

“Nossa intenção não é penalizar nenhuma escola, por isso pedimos que nos ajude fazendo o seu papel e, claro, que ajude também a sociedade a superar esse momento difícil”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.