Vídeo: Prefeitura de Goiandira é alvo de denúncia por maus tratos de animais

Executivo municipal contesta denúncia afirmando que os animais ficam em espaços limpos. Polícia vai investigar a denúncia feita por moradores da cidade

O Centro de Tratamento de Animais (CTA) da Prefeitura de Goiandira foi alvo de denúncia de maus-tratos. Vídeo divulgado por um morador da cidade mostra que, por fome, um cachorro come outro da mesma espécie, já aparentemente morto. As cenas também revelam animais desnutridos e debilitados, inclusive com o flagrante de um dos cães deitado, possivelmente impossibilitado de andar, além muita sujeira no canil da cidade. O vídeo e as imagens viralizaram nas redes sociais.

A Prefeitura de Goiandira nega as acusações. Por meio de nota, ela alegou que os vídeos e fotos divulgados não foram colocados no verdadeiro contexto e que os responsáveis pelo canil não foram ouvidos. O município assume que o local opera com lotação máxima e que há possibilidade de brigas entre os animais. Entretanto, a prefeitura afirma que os animais estão sendo bem tratados e que geram um gasto mensal para os cofres públicos de aproximadamente R$ 25 mil com rações e remédios. Embora afirme que os animais que chegaram recentemente ao local não estão se alimentando devidamente, o Executivo garante que nenhum animal fica sem ração.

A Delegacia de Polícia Civil de Goiandira vai investigar o caso. O delegado Vitor Margon informou que foi aberto inquérito e que já realizou vistoria no local. Segundo ele, foi possível apurar, preliminarmente, que os cães estão sendo alimentados, embora as condições não sejam ideais aos animais. O delegado disse também que a morte do cachorro, flagrado sendo comigo por outro, se deu em razão de briga entre eles, o que seria rotineiro no CTA.

O responsável pelo canil, João Carlos Damas e médico veterinário Danilo Faria relatam que durante todos os finais de semana e feriados o lugar recebe a visita deles e demais funcionários do local em dois turnos: pela manhã e a tarde. Afirmam também que todos animais ficam em espaços limpos, têm direito a banho de sol e recebem o carinho devido. Ele dizem ainda que há cuidado especial com os que estão doentes, mas que o tempo de recuperação é variável. Segundo Damas, apenas neste mês o espaço recebeu 40 sacos de ração. Ele afirma também que há remédios e vacinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.