Vice de Roberto do Órion afirma que ataques são “desespero do adversário”

Pastor Márcio Cândido disse que ele e Roberto estão tranquilos e não devem nada: “Eles buscam se manter no poder e a forma que encontraram foi essa”

Pastor Márcio Cândido afirma que representará todos os segmentos da sociedade, não só o religioso | Foto: Reprodução/Facebook

Pastor Márcio Cândido afirma que representará todos os segmentos da sociedade, não só o religioso | Foto: Reprodução/Facebook

O candidato a vice-prefeito de Anápolis pela chapa de Roberto do Órion (PTB), Pastor Márcio Cândido (PSD), afirmou nesta quinta-feira (27/10) que o período final da campanha está sendo de muito trabalho e que os ataques que a candidatura tem sofrido são “desespero” do concorrente. Segundo o pastor, ele e Roberto vêm percorrendo toda a cidade para apresentar suas propostas e dividem as atividades para alcançar o maior número de pessoas na reta final.

O pessedista disse que ele e o candidato a prefeito estão tranquilos com a campanha do adversário, que tem optado pelo ataque, enquanto Roberto se empenha em apresentar projetos para a cidade. “Eles estão buscando se manter no poder e a forma que encontraram foi lançar esses ataques. Mas nós não devemos nada do que estão colocando. A partir do momento em que você não deve nada, no que resta é a paz”, afirmou.

Márcio Cândido reforçou que, caso eleito, mesmo sendo pastor, não vai trabalhar apenas junto ao segmento religioso, mas que tem uma proposta para ajudar Roberto a conduzir toda a cidade. Ele destacou, ainda, a importância de todos os segmentos da sociedade participarem do governo.

De acordo com ele, além da grande receptividade dentro da comunidade evangélica de Anápolis, a boa recepção pelos católicos da cidade o surpreendeu. “Acho que por esse pensamento de respeitar todas as doutrinas, fiquei credenciado para ser um vice que vai ajudar a governar”, defendeu.

Ele ressaltou, também, que montou, junto com o candidato a prefeito, uma “parceria de trabalho”. “Não é possível hoje, numa cidade do tamanho de Anápolis, você governar sozinho. E o Roberto tem pregado isso: que não será líder da cidade, mas um dos líderes que a conduzem, junto com toda a sociedade e as lideranças”, afirmou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.