Vestibular da UFG pode estar com os dias contados

Reunião no próximo dia 12 deve deliberar pela adesão integral da instituição ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu)

Foto: Ascom/UFG

Foto: Ascom/UFG

A partir do próximo ano, a Universidade Federal de Goiás (UFG) poderá utilizar apenas a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de processo seletivo, o que eliminaria a prova de vestibular elaborada pela instituição a cada seis meses. A decisão de aderir ou não ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será tomada pela Câmara de Graduação da unidade na próxima segunda-feira (12/5).

A adesão integral começou a ser discutida nesta segunda-feira (5/5). Representantes da UFG se reuniram com o presidente do Colégio de Pró-Reitores de Graduação das Instituições Federais de Ensino Superior (Cograd), Custódio Luís Silva, e com o professor Miguel Franklin de Castro, ambos da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Há cinco anos, a universidade cearense adotou o Sisu como único método seletivo. Dessa maneira, o encontro teve como objetivo estabelecer parâmetros para que a decisão a ser tomada pelos integrantes da Câmara de Graduação da UFG na próxima semana seja a mais vantajosa para os vestibulandos.

Atualmente, a instituição destina metade das vagas para o Sisu e a outra para o vestibular tradicional. Uma das expectativas da atual gestão da universidade é que, ao adotar o Enem como método único de seleção, aumente a procura para os cursos com baixa concorrência, como é o caso das licenciaturas. Isso porque o sistema que poderá ser implantado na UFG permite que estudantes de todo o país se candidatem às vagas disponíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.