Vereadores podem ter recesso de 30 dias e sessão plenária de segunda a sexta-feira

Autor da proposta que diminuiu a folga de 92 para 45 dias ao ano, diz que vai apresentar novo projeto para encurtar ainda mais o recesso dos parlamentares

Vereadores acreditam que matéria deve ser avaliada por parlamentares da próxima legislatura | Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

Vereador do PSD disse que vai apresentar projeto logo nos primeiros dias de mandato Foto: Larissa Quixabeira / Jornal Opção

O vereador Paulo Magalhães, reeleito pelo PSD em Goiânia, anunciou que no dia 1º de fevereiro, quando retornarem as sessões ordinárias da Câmara Municipal de Goiânia, vai apresentar projeto de lei que diminui o recesso parlamentar para 30 dias e que institui sessão plenária de segunda-feira a sexta-feira. Atualmente, as sessões acontecem às terças, quartas e quintas-feiras.

“Não é justo que o trabalhador tenha que trabalhar de segunda a sexta, às vezes até sábado e domingo, enquanto nós não”, justificou o vereador.

“Espero que essa nova geração que vem aí, venha com vontade de trabalhar e respeitar o salário de vereador que recebemos”, disse Magalhães em referência aos eleitos para os próximos quatro anos, em sua maioria, novatos na Casa. 

Recentemente, a Câmara aprovou projeto também de Paulo Magalhães, que diminuiu o recesso parlamentar de 92 dias ao ano para 45. Ele tentou incluir emenda ao projeto que ja tramitava e aprovar a folga de 30 dias, mas a alteração foi barrada.

A nova regra, dos 45 dias, já está em vigor e as sessões desta legislatura, que deveriam ter sido encerradas no dia 15 de dezembro, seguem até a última quinta-feira do ano, próximo dia 28.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.