Vereadores lembram boa relação entre Executivo e Legislativo durante gestão Paulo Garcia

Vários parlamentares estiveram no velório para prestar as últimas homenagens ao ex-prefeito de Goiânia que morreu após infarto na madrugada deste domingo (30)

Vereadores Anselmo Pereira e Paulo Magalhães exerceram mandato junto com a gestão de Paulo Garcia | Fotos: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Entre as muitas figuras políticas que estiveram presentes no velório do ex-prefeito de Goiânia Paulo Garcia (PT) ao longo deste domingo (30/7), compareceram muitos vereadores que acompanharam o segundo mandato do petista à frente da administração municipal, entre 2012 e 2016.

Para o vereador Paulo Magalhães (PSD), Paulo Garcia privilegiou o diálogo entre Executivo e Legislativo. “A gente que acompanhou de perto a administração Paulo Garcia sabe que foi um dos poucos prefeitos que prestigiou a classe política. Vereador tinha vez na gestão do Paulo”, lembrou.

Ele seguiu tecendo elogios aos feitos do ex-prefeito lembrando de obras importantes que foram viabilizadas. “Mostrou competência fez um bom trabalho e só teve um grave defeito ou, talvez, uma grade qualidade, que foi não gastar com publicidade para mostrar o que realizou. Mas a história vai mostrar toda as obras que ele fez”, ponderou.

Já o vereador Anselmo Pereira (PSDB), que também foi presidente da Câmara Municipal nos últimos dois anos da legislatura passada, falou em entrevista sobre os feitos de Paulo Garcia como prefeito e as boas relações políticas e administrativas que estabeleceu.

“Estabeleceu uma relação muito boa entre a Câmara e o Executivo, ao mesmo tempo que se abriu para o governo do Estado. Sempre procurou buscar projetos grandes para Goiânia”, lembrou o tucano, citando a viabilização de verbas para a construção do Parque Macambira Anicuns e as obras do BRT. “Fez uma ação menos política e mais administrativa”.

Para o tucano, a perda de Paulo Garcia também afeta negativamente o futuro político do estado, uma vez que existia a possibilidade de que ele voltasse a disputar mandato no Legislativo em 2018. “Quando fiquei sabendo da notícia da morte fiquei extremamente abalado. Ainda tínhamos esperança de que ele retornasse à vida pública”, lamentou.

Paulo Garcia morreu na madrugada deste domingo (30) vítima de um infarto fulminante. Ele foi velado e sepultado no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. O ex-prefeito também foi deputado estadual, vice-prefeito e suplente de vereador. Era neurocirurgião formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), onde também foi professor. Ele deixa a esposa, Tereza Beiler, e dois filhos.

Além de Paulo Magalhães e Anselmo Pereira, também foram ao velório os vereadores Izídio Alves (PR), Paulinho Graus (PDT), o ex-vereador Paulo Borges, e os parlamentares da atual legislatura Vinícius Cirqueira (Pros), Tiãozinho Porto (Pros) e Gustavo Cruvinel (PV).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.