Vereadores de Caldas Novas rejeitam cassação do prefeito Evandro Magal

Para tirar o prefeito do cargo era preciso que 10 vereadores votassem a favor da cassação. O placar ficou em 9 à 5

O pedido de cassação do prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP), foi rejeitado pelos vereadores da cidade. A votação foi em sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira, 8. Para tirar o prefeito do cargo eram necessários no mínimo 10 votos a favor, o que não aconteceu. O placar foi de nove vereadores a favor da cassação, cinco contra e um se absteve da votação.

A comissão processante apresentou relatório favorável a cassação do prefeito. Para tirar Evandro Magal do cargo era preciso que 2/3 dos vereadores fossem a favor. Votaram pela cassação: Rodrigo Lima, Edmilson Marques, Rafael Moraes, Filho Junqueira, Marim Pires, Marinho Câmara, Jaime Motopeças, Daniel Caldeira (suplente que votou no lugar do denunciante) e o presidente Geraldo Pimenta. Ficaram contra a cassação Otaviano da Cruz, Wanderson Nunes, Hudson Godoy, Saulo Inácio e Ronan Maia. O vereador conhecido com João de Deus, se absteve e não votou.

Posicionamento

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Caldas divulgou nota com posicionamento de Evandro Magal quanto ao resultado do processo de cassação. Veja:

1) Que o prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal “não esperava outro resultado que não fosse esse de hoje” na Câmara Municipal.

2) a Administração Municipal tem muito trabalho pela frente, especialmente no combate ao Covid19 e é nisso que o prefeito está empenhado. “Segue o trabalho! Vamos vencer a Covid19. Deus no comando”, afirma o prefeito.

Entenda o caso

A cassação foi proposta pelo vereador Léo de Oliveira. São apontadas 94 condutas criminosas que tiveram origem na Operação Negociata, que investiga crimes em licitações e em alterações do Plano Diretor de Caldas Novas.

A operação que ocorreu em 2018 e foi coordenada pelo Ministério Público de Goiás, que investigou indícios de recebimento de vantagens por integrantes do Executivo de Caldas Novas em troca de alteração do Plano Diretor da cidade para beneficiar empreendimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.