Vereadora pede mobilização de artistas para entrega do Palácio Alfredo Nasser à Secretaria de Cultura

Vereadora realizou audiência pública com artistas e produtores culturais nesta sexta-feira, 18 

A vereadora Sabrina Garcez (PSD) quer mobilizar artistas, produtores e entidades do setor cultural para sedimentar nas próximas semanas a entrega do Palácio Alfredo Nasser, antiga sede da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para a cultura goianiense. A solicitação foi feita nesta sexta-feira, 18, durante uma Audiência Pública realizada no auditório do Colégio Ateneu Dom Bosco, que contou com a participação em peso de representantes importantes do setor cultural, Sabrina observou que, além do desafio de confirmar essa entrega, é preciso fazer o Palácio da Cultura funcionar.  

De acordo com a política, a proposta não é do seu mandato, se trata de uma ação em prol da cultura, para chegar ao objetivo final que é a entrega do antigo Palácio à Cultura. Para ela, a Câmara Municipal funciona justamente como um elo para fazer as discussões e facilitar a conversa entre população e o poder Executivo. “Foi nesse sentido que eu propus essa audiência, para reforçar a essa necessidade, garantir a entrega do prédio para a cultura e discutir qual a melhor forma de ocupar o espaço, que é de todos nós”, comentou.   

De acordo com o Representante do Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo (CAU) – Seção Goiás Antônio de Pádua observou que a entidade classista apoia que todos os prédios abandonados em Goiânia sejam reconstruídos e revitalizados para dar uma nova feição ao município. Por sua vez, a conselheira do Conselho de Arquitetura e Urbanismo/GO, Ana Carolina, disse que é necessário readequar o prédio da Alego para atender a funcionalidade para a cultura e que o CAU se disponibiliza em participar desse projeto. João Novaes, diretor executivo do Instituto Rizzo, propôs para o dia 30 de março um abraço coletivo e simbólico para celebrar, no local, a destinação da Alego para a cultura.  

Entrega 

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) anunciou esta semana que, o local onde por 60 anos funcionou o parlamento Goiano, será transformado em Palácio da Cultura. Várias outras entidades e órgãos públicos também reivindicam o valioso endereço ao lado do Bosque dos Buritis. “Além da arquitetura, da localização central, o local dispõe de auditório e muitas salas que permitirão reunir uma série de atividades se transformando em atração e referência para a capital”, exalta Sabrina. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.