Vereadora Gabriela Rodart defende que “igreja precede a política”

Parlamentar afirma que equilíbrio não está no centro político, mas na doutrina social da igreja católica

Protagonista de alguns episódios polêmicos na Câmara Municipal de Goiânia, como manifestação indiciada por racismo e sessão que contribuiu para a suspensão de canal da Casa no YouTube, a vereadora Gabriela Rodart (PTB) afirma que não é pautada pelo que acha, mas sim pelo que é certo.

Nesse sentido, ela afirma que o equilíbrio não está politicamente no centro, mas sim na reta justiça social. “Os problemas da esquerda e da direita são os mesmos, o modo de conciliar isso que é diferente. Eu hoje encontro o equilíbrio na doutrina social da igreja católica. Porque inclusive foi a religião que abriu espaço pra política. A igreja precede a política”, defende.

Para justificar o pensamento, a parlamentar traz pautas que dividem opinião entre alinhamentos associados aos espectros de esquerda e direita. “A esquerda, por exemplo, é contra o armamento. Já na direita, alguns dizem com seus jargões que ‘bandido bom é bandido morto’. O equilíbrio da igreja diz que você tem o direito de se defender, mas tem que salvar o cristão”, explica.

A mesma linha de pensamento é utilizada para opinar sobre outra pauta polêmica: aborto. Ela aponta que, de um lado, a esquerda diz que a mulher deve ter o direito de “escolher sobre matar uma criança ou não”, enquanto setores de direita defendem a possibilidade em caso de estupro. “Com a doutrina social da igreja, eu digo que as duas vidas importam”, esclarece.

Uma resposta para “Vereadora Gabriela Rodart defende que “igreja precede a política””

  1. Concordo com a vereadora e número, gênero e grau.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.