Vereadora causa revolta ao dizer que nordestinos “não sabem falar, mas sabem roubar”

Depois da repercussão, Eleonora Broilo (PMDB-RS) disse que frase foi descontextualizada e que ela falava não do povo como um todo, mas dos políticos da região

A vereadora Eleonora Broilo (PMDB), de Farroupilha (RS), causou polêmica depois de ter dito, em plenário, que nordestinos não sabem “falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha”. A fala foi feita durante sessão na última segunda-feira (22/5), quando ela começou a criticar a região.

“Eles [nordestinos] sabem se unir para ganhar propina. Eu acho que eles sabem se unir para aumentar a corrupção. Isso eu acho que eles são donos. Talvez até eles não saibam falar muito bem, mas sabem roubar que é uma maravilha”, disse ela.

Mesmo depois de advertida por um colega de Casa de que poderia ser criticada pela declaração, ela continuou: “Na realidade, eu só quis falar sobre o político nordestino. O povo nordestino é um povo que merece o nosso respeito pelo sofrimento dele. Eles não têm culpa nenhuma do seu político”, se explicou ela.

A justificativa da vereadora, no entanto, não convenceu. Sete parlamentares já pediram a abertura de Comissão de Ética para analisar o caso e avaliar se ela deve perder o mandato ou ao menos ser suspensa por quebra de decoro parlamentar.

Depois da intensa repercussão, a parlamentar disse que foi “mal interpretada”. Segundo ela, sua fala foi “descontextualizada” pela oposição. Em nota, Eleonora afirmou que sempre se pautou pela “retidão de caráter, sem qualquer espécie de preconceito”.

A vereadora também ameaçou processar quem tenta “desaboná-la” com base na fala, “Informo que eventualmente medidas judiciais serão tomadas em face daqueles que tentam impingir-me uma conduta desabonatória (…) modo a fazer parecer que eu estava me referindo genericamente ao povo nordestino, quando o que estava fazendo era defendendo-o”, escreveu ela.

Confira a resposta da vereadora na íntegra:

NOTA À IMPRENSA

Considerando o teor do vídeo divulgado de pequena parte da última sessão legislativa da Câmara de Vereadores de Farroupilha, venho a público fazer esclarecimentos.

A minha fala está descontextualizada do que realmente era objeto de discussão pelo Plenário. Na ocasião, em momento anterior à minha manifestação, um colega da bancada da situação teceu críticas aos políticos gaúchos.

Nesse sentido, manifestei-me, referindo-me exclusivamente aos políticos nordestinos – e não ao povo nordestino -, ocasião em que efetivamente fiz considerações desabonatórias ao seu modo – dos políticos nordestinos, reitera-se – de fazer política.
Em nenhum momento minha fala, veiculada num espaço político, se referiu ao povo nordestino, o que é perfeitamente aferível a partir de uma análise global do vídeo da sessão legislativa.

A tal sentir, logo após a minha fala, outro Vereador, integrante da bancada da situação, fez comentários tentando distorcer o conteúdo das considerações veiculadas, exatamente no sentido de que se estaria referindo genericamente ao povo nordestino, motivo pelo qual novamente pedi a palavra e esclareci, imediatamente, que em nenhum momento fiz referência ao povo nordestino mas, sim, críticas aos políticos nordestinos.

A tentativa de distorcer a minha fala somente pode ser imputada ao fato da minha forte oposição ao Executivo Municipal. Sempre me pautei pela retidão de caráter no exercício da minha profissão – sou Médica Pediatra -, sem qualquer espécie de preconceito, ingressando na esfera política a fim de garantir um mínimo de representação feminina na Câmara de Vereadores de Farroupilha, o que deve ser buscado em todas as esferas de Poder da República e é incentivado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Informo que eventualmente medidas judiciais serão tomadas em face daqueles que, deliberadamente e de modo vil, tentam impingir-me uma conduta desabonatória, descontextualizando a minha fala, modo a fazer parecer que eu estava me referindo genericamente ao povo nordestino quando, ao fim e ao cabo, o que estava fazendo era defendendo-o.

Por fim, peço desculpas a quem, porventura, ao assistir ao vídeo, de pequena parte da sessão, retirado do seu contexto, tenha se sentido atingido por minhas palavras, esperando que com o presente esclarecimento o real sentido da minha fala seja levado em consideração.

Atenciosamente,

Vereadora ELEONORA BROILO (PMDB)

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Edilson

Eleonora Broilo (PMDB-RS)
Um verdadeiro lixo no cenário político Brasileiro

Selma

Prezada Vereadora, a senhora não falou nada demais! Apenas a verdade!! Lhe apoio e…parabéns…

Marcos

Na realidade o Nordestino é vítima dos coronéis Nordestinos….principalmente em Alagoas e Maranhão.