Vereador requer explicações após denúncia de que prefeitura teria R$ 180 milhões em caixa

Elias Vaz quer que secretário de Finanças esclareça denúncia de que gestão municipal tem dinheiro, apesar de alegar falta de recursos para cumprir compromissos básicos

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O vereador Elias Vaz (PSB) apresentou, nesta quarta-feira (29/3), um requerimento para pedir que o secretário Municipal de Finanças, Oseias Pacheco de Sousa, vá a Câmara Municipal de Goiânia e explique a atual situação da prefeitura. O parlamentar recebeu uma denúncia de que, apesar de alegar falta de recursos para cumprir compromissos básicos, a administração mantém dinheiro em caixa.

De acordo com a informação recebida por Elias Vaz, no dia 28 de fevereiro deste ano, a Prefeitura de Goiânia tinha quase R$ 370 milhões. Descontando o gasto com a folha de pagamento do funcionalismo público — que no mês passado foi de R$ 188 milhões — os cofres públicos contavam com mais de R$ 180 milhões.

O vereador destacou, ainda, que mesmo com o dinheiro em caixa, o município não pagou os servidores dentro do mês, como era o costume, e eles só receberam o salário no dia 3 de março. Ele também questionou o porquê de a Prefeitura, tendo dinheiro, não realizar os investimentos essenciais.

“Se tem dinheiro, por que está faltando insulina aos pacientes com diabetes? Por que estamos recebendo denúncias de falta de merenda escolar e faltam professores em Cmeis?  Por que as creches filantrópicas conveniadas não têm comida para oferecer às crianças e não têm recebido os repasses, que deveriam ser mensais? Por que a prefeitura está guardando esse dinheiro enquanto a população padece? São perguntas que o secretário precisa responder”, ressaltou o parlamentar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.