Vereador repudia obra distribuída pelo MEC: “Livro faz culto a Satanás e debocha de Deus”

Rogério Cruz subiu à tribuna para entregar requerimento pedindo esclarecimentos ao ministro sobre adoção de “A Máquina de Brincar”, de Paulo Bentancur

Para o vereador, obra pode “assustar e traumatizar” as crianças | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção e Divulgação

O vereador Rogério Cruz (PRB) subiu à tribuna nesta terça-feira (7/3) para apresentar requerimento assinado por 35 vereadores que pede ao ministro da Educação, José Mendonça Filho, que apresente esclarecimentos sobre a adoção do livro “A Máquina de Brincar” de Paulo Bentancur. Segundo ele, a obra faz “um culto a Satanás e debocha de Deus”. Eles também apresentaram uma nota de repúdio.

“O livro é dividido em duas partes: para ler no claro e para ler no escuro. É composto de vinte e cinco poemas onde o autor indica que são para curtir na primeira parte e bater os dentes atemorizados na segunda”, explica ele. “Também indica a leitura de páginas no escuro, páginas essas na cor preta com letras cor vermelho sangue onde fala de bruxas, fantasmas, e faz um verdadeiro culto a satanás e debocha de Deus”, prossegue.

Na opinião do parlamentar, o livro pode “assustar e traumatizar” as crianças, porque conteria ilustrações e textos inadequados. “Não é um material próprio para criança pois tem ensinamentos de invocação ao diabo, tratando-se na verdade de um livro de terror e não se mostra de cunho pedagógico”, pontua o vereador.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anonimo

Este é mais um exemplo da educação espiritual que a Revolução Socialista está nos impondo. Veja mais aqui:
http://carlosliliane64.wixsite.com/magiaeseriados